Pastor Levy de Abreu Vargas

50ª ASSEMBLEIA DA ABN

Na sexta feira 05 de fevereiro de 2021, a 4ª Igreja Batista em Nilópolis abriu suas portas para a realização da Assembleia Anual da Associação Batista Nilopolitana, um evento que se realiza ininterruptamente desde 1972.

Este congresso estava agendado para acontecer aqui em nossas dependências, mas devido à pandemia e o uso do Ginásio coberto pela Prefeitura Municipal, a liderança da Associação entendeu que não seria prudente expor os mensageiros a um risco ainda maior, fazendo suas reuniões tão próximo ao centro de triagem do Covid 19.

O que poucos sabem é que a Associação nasceu no coração de Henrique Marinho Nunes, pastor que também fundou nossa Igreja. Ele era um homem de visão e de coração inteiramente comprometido com a expansão do reino de Deus e foi o mentor desta organização, que surgiu para aproximar as Igrejas e zelar pela sã doutrina bíblica, mas ele mesmo não quis fazer parte de sua diretoria, então elegeram o saudoso Pastor Jorge Coelho da PIB de Olinda, como seu primeiro Presidente.

Em 1986 a PIBN deixou de fazer parte da ABN indo ajudar a consolidar a Associação Batista Queimadense. Naquele tempo, o então distrito de Queimados estava trabalhando por sua emancipação política e um grupo de Igrejas resolveu organizar sua Associação e a PIBN foi convidada a participar e cooperou por nove anos. Quando a ABAQUE já estava consolidada, então pedimos novamente filiação à Nilopolitana que de braços abertos nos recebeu e aqui estamos até agora.

A relação da Igreja com a Associação não é uma relação de subordinação, mas de cooperação e fraternidade como é próprio das tradições Batistas, por isso cooperamos e trabalhamos de diversas formas para fortalecer esses laços e essa organização. Na sexta feira tivemos a oportunidade de lembrar tudo que falamos acima no sermão de abertura, no qual a ABN nos deu a honra de ser o orador.

Pastor Levy de Abreu Vargas

Pastor Levy de Abreu Vargas

O ESPÍRITO PÚBLICO

Na manhã de quarta feira, 27 de janeiro o telefone tocou lá em casa informando que os psicólogos que desejassem e estivessem em dia com suas obrigações no Conselho poderiam ser vacinados. Ficamos felizes com a notícia, mas minha esposa disse: sou psicóloga, exerço a atividade, estou em dia com minhas obrigações no Conselho, mas vou deixar a oportunidade para outros em maior situação de risco, e não foi.

Quem deveria ter prioridade nesse caso são os pastores, disse ela posteriormente, “Quantos Pastores já morreram e ainda estão morrendo por falta da vacina e de recursos, eles sim deveriam ser vacinados primeiro, pois não deixaram de trabalhar nem um dia nessa pandemia…” Ai foi minha vez de defender a classe: “Os Pastores de verdade iam abrir mão da vacinação em favor do rebanho, mas os mercenários iam fraudar documentos e o que fosse preciso para tirar todo proveito deste benefício, é melhor que deixe assim mesmo”, ponderamos juntos.

Infelizmente a raça humana tem muito que evoluir. Aqueles que mais precisam nem sempre têm o acesso, e os mais espertos acabam “furando a fila”. Aqui mesmo em Nilópolis, um vereador jovem, recém-eleito virou notícia no Brasil inteiro ao ser fotografado tomando a vacina. E os maus exemplos se espalharam pelo Brasil inteiro mostrando bem o caráter de nossos líderes. A famosa malandragem da qual o brasileiro tanto se orgulha, deveria nos envergonhar.

Minha esposa abriu mão de ser vacinada, ela sabe o que é prioridade e sabe que sua vez vai chegar. Os verdadeiros Pastores não são prioridade no programa de vacinação e também não estão com pressa ou com medo, eles sabem a importância do que fazem e para quem trabalham, portanto podem esperar. Mas os mercenários e os maus políticos precisam aprender o que é o VERDADEIRO ESPÍRITO PÚBLICO, que tanto pregam.

A vacina vai chegar para todos. Não há necessidade de pânico ou exageros. É apenas uma questão de tempo e disciplina, mas enquanto ela não chega, faça sua parte usando máscara, lavando as mãos, evitando aglomerações, contribuindo de todos os modos para que esse vírus não tenha tanto êxito como teve até agora.

Pastor Levy de Abreu Vargas

Pastor Levy de Abreu Vargas

TRIBUTO À MEMÓRIA DE UM JUSTO

Há uma família em nossa Igreja que precisa urgente fazer a cobertura de sua casa. É uma casa grande, antiga, construída com muito sacrifício ao longo de décadas. A casa serviu a três gerações e ainda continua servindo aos herdeiros que residem no local e cooperam para a manutenção da mesma, mas devido à crise da Pandemia não estão conseguindo o suficiente para fazer frente a esse gasto.

A casa já teve cobertura, mas era de madeira e telhas de barro. A madeira apodreceu com o tempo e as telhas, por serem muito antigas, tiveram que ser removidas, pois não havia como substituir as que iam quebrando. Tentaram resolver o problema com manta asfáltica (por sinal cara), mas também essas com o tempo se mostraram ineficazes devido ao calor intenso que faz em nossa cidade.

Sem cobertura, a casa está sofrendo com infiltrações e comprometendo a estrutura da laje. No local há pelos menos dois idosos (uma bastante idosa), crianças, adolescentes, jovens e adultos, todos sofrendo com o problema da umidade, goteiras e quedas constantes de reboco do teto. Fui pessoalmente ao local em companhia do Pastor Luiz Baeta para uma avaliação técnica e seu parecer foi que, sem a cobertura, em pouco tempo a casa ficará em ruinas.

A cobertura tem que ser de estrutura metálica e terá uma área aproximada de 100m2. O valor do serviço está orçado em R$ 32.000,00. Destes, a família conseguiu levantar R$ 20.000,00, mas ainda faltam R$ 12.000,00 para comprar as telhas e essas eu acho que todos podemos ajudar. Já fizemos campanhas para tantas coisas (missões, ação social, famílias carentes, enchentes, secas, incêndios etc.) e agora precisamos ajudar quem sempre ajudou. Irmã Hilda Araújo (ela e o esposo construíram a casa), deixou um legado de generosidade difícil de ser superado, mas agora (temporariamente) sua família precisa deste socorro, e vamos ajudar.

O apelo está feito. Somos uma comunidade de aproximadamente 600 (seiscentas pessoas) se dez por cento puder ajudar com R$ 200,00 à vista ou parcelado, vamos ter o suficiente para cobrir e pavimentar a cobertura, onde a diaconisa Dazilza pretende continuar suas aulas de alfabetização, reforço escolar e Evangelização às crianças do bairro.

O salmista disse: “Nunca vi o justo desamparado“ e a Igreja não vai deixar que isso aconteça.

Pastor Levy de Abreu Vargas

Pastor Levy de Abreu Vargas

“PREVENIR É MELHOR QUE REMEDIAR”

Amados, o mundo atravessa uma das piores crises sanitárias dos últimos cem anos. O Coronavírus é uma ameaça à civilização humana e por isso a busca frenética em apressar a liberação das vacinas. Ela é a única segurança que podemos ter nesse momento e sem ela, realmente não há esperança, pois não é uma questão de fé e sim de racionalidade. Quem é contra a vacina tem o direito de ser, mas por favor, não se deixe levar por esse discurso inconsequente. Ela não é 100% segura, mas nenhum medicamento o é, nada e ninguém pode dar essa margem de segurança, mas com a vacina você tem uma probabilidade menor de contrair o vírus e suas mutações, além dos sintomas desagradáveis.

Eu mesmo contraí o vírus mas, graças às orações e à prevenção, meu corpo resistiu bem e não tivemos sintomas, mas vou tomar a vacina assim que for possível e encorajo você a fazer o mesmo. Eu não entendo que interesse há por trás dessa guerra ideológica e desse discurso vazio acerca de algo tão importante. Não espere perder um ente querido ou a própria vida para aprender o dever de casa, aliás o dever de vida.
Na década de 70 eu fazia parte do corpo profissional do Exército Brasileiro, e todos os militares tomavam as famosas vacinas (tétano, varíola, febre amarela, hepatite e difteria) e um colega se orgulhava de nunca tomá-las, mas aí ele sofreu um pequeno acidente em serviço, a ferida infectou, o tétano se instalou e ele partiu em poucos dias… Não tinha mais que 22 anos.

Como diz o velho jargão popular: “Prevenir é melhor que remediar”. Então, quando houver e você puder tome a vacina, use máscara, lave as mãos, use álcool e evite aglomeração inclusive nos passeios, festas, Igreja e na família. Por fim, não se deixe levar por discursos ideológicos quaisquer que sejam. Os políticos brigam em público e se acertam no privado, mas os estragos atingem a todos por muito tempo, mas uma coisa nos consola: Eles passam, tudo passa, inclusive a pandemia vai passar também. É só uma questão de tempo, disciplina, perseverança e dependência de Deus.

Pastor Levy de Abreu Vargas

Pastor Levy de Abreu Vargas

“UM DIA VOCÊ PODE PRECISAR QUE ALGUÉM ORE POR VOCÊ”

Todas as noites colocamos novos e velhos pedidos em nosso mural de oração. Todas as noites somos informados de pessoas que saíram do quadro grave, outras que foram curadas e algumas que infelizmente faleceram, apesar das orações.

Por volta de maio ou junho do ano passado um membro do grupo me confidenciou: “Pastor eu não tenho frequentado o grupo de oração, pois são tantos os casos tristes que até me deprimem”, e eu respondi – É verdade, mas fique à vontade, alguém tem que levar um pouco de amor e esperança àquelas pessoas.

Grupo de oração não é lazer, nem vida social ou espaço comunitário. Para isso temos o Facebook, Instagram, Twitter e outros aplicativos onde tudo pode e tudo fazem, inclusive com vídeos e fotos. Mas grupo de oração é para aqueles que até não gostam tanto de orar, mas sabem da importância que ela tem na vida pessoal e na vida das pessoas por quem intercedem.

Nosso grupo surgiu em razão de uma necessidade e continuou em razão de muitas outras necessidades que foram surgindo dia-a-dia. Ele tem sido um ponto de encontro diário com muitos irmãos que frequentam e oram sistematicamente por alguns e até por todos os pedidos. É comovente ver que ele funciona praticamente 24h por dia todos os dias. Tem sempre alguém de plantão que “reage” às publicações a hora que for e não importa quem, mas por quem dobram os joelhos.

Por isso, todas as noites, voltamos a publicar novos e velhos pedidos, pois os novos ficam velhos até receber uma resposta da boca do Senhor. Nosso lema é ORAR SEM CESSAR. Nesse revezamento diário, creio que toda hora há alguém orando por alguém e fazendo com que o apelo Bíblico se torne uma realidade.

Pense nisso: todos os dias, praticamente o dia todo, temos postagens, atualizações e informações acerca das pessoas pelas quais estamos orando. O grupo possui 120 participantes, mas pode ter ainda mais se você juntar-se à nós. Caso tenha interesse mande um zap para 21 985 241 191, e venha participar dessa jornada de fé, pois um dia você também pode precisar que alguém ore por você.

Pastor Levy de Abreu Vargas

Pastor Levy de Abreu Vargas

SENTIR TANTA SAUDADE

O ano de 2019 se encerrou com imagens da China anunciando o surgimento de um novo vírus, construindo hospitais e decretando o fechamento total do comércio e a circulação de pessoas em uma de suas províncias (Wuhan). “Será uma vergonha para você, para sua família e para o país desobedecer às autoridades neste momento grave”. Era o Coronavírus 19 anunciando sua chegada e mostrando para quê veio.

Viajando de avião no interior das pessoas a nova doença se espalhou rapidamente por todo o mundo. Coincidindo com a chegada do inverno no Hemisfério Norte ela fez milhares de vítimas em países que antes eram referência em qualidade de vida, especialmente da população idosa como França, Inglaterra, Alemanha e Itália que viram por imagem de televisão seus mortos sendo levados em caminhões do exército para fornos crematórios, sem ao menos poderem estar presentes para uma última prece. Em 11 de março de 2020 a OMS (Organização Mundial da Saúde) declarou que o mundo estava sob o impacto de uma pandemia chamada SARS-COV2. Àquela altura ele já estava em 114 Nações com cerca de 4.200 mortos. Mas a tragédia estava só começando.

Nossa Igreja fechou suas portas em 15 de março de 2020. Durante o culto daquela manhã o Pastor anunciou as medidas de exceção, mas informou: “Nossos cultos vão continuar em casa pelos aplicativos da Internet” e assim foi até o primeiro domingo de setembro quando reabrimos para os cultos presenciais pela manhã e noite. Mas a Igreja não parou. Pastores, diáconos, ministros e funcionários foram ainda mais exigidos, as instalações foram adequadas, os cuidados de higiene foram rigorosos, as transmissões ganharam mais equipamentos e novas equipes de mídia foram treinadas. A pedido da Prefeitura de Nilópolis, cedemos temporariamente o ginásio de esportes para o funcionamento do Centro de Triagem do Covid e assim ajudamos milhares de pessoas a tratarem preventivamente a doença.

O ano de 2020 se encerrou com um saldo de 85 milhões de casos e quase dois milhões de mortes no mundo. No Brasil a conta já passou de 190 mil mortos, mas na Igreja, graças a Deus e as prevenções esse número ainda é bem pequeno e esperamos que não aumente. Os cuidados e o afastamento continuarão.

O ano de 2021 está começando e com ele esperamos o retorno aos cultos presenciais, às programações infantis, os ensaios corais, a turma do GIDO e os gritos nos treinos esportivos em nosso ginásio polivalente. Nunca pensei que fosse sentir tanta saudade de todas essas coisas.

Pastor Levy de Abreu Vargas

Pastor Levy de Abreu Vargas

“POLÍTICA NÃO É COISA DE CRENTE!”

Amados, sabemos o quanto a função política está desgastada, mas sabemos também o quanto ela é necessária para o bem estar, segurança, saúde, transportes, emprego, entre tantas outras atividades ligadas ao poder político e, não se escandalizem, a Política tem uma relevante conotação espiritual, pois dela dependem todas as liberdades pelas quais tanto lutamos.

A Bíblia nos revela o poder político dado por Deus a homens como Abraão, Isaque, Jacó, Moisés, Josué, Davi, Neemias, Isaías e Daniel. Mas também nos ensina que Ele dá esse mesmo poder aos ímpios para o castigo do povo rebelde. Jeremias 25.9. Portanto, é responsabilidade nossa zelar pelas instituições, orar pelas autoridades e trabalhar pela depuração dos nossos representantes para que tenhamos justiça, paz e prosperidade.

A vida inteira nos ensinaram que política é coisa suja, feita por gente interessada em roubar os cofres públicos e empregar parentes e, pior, QUE POLÍTICA NÃO ERA COISA DE CRENTE!!! Mentira, mentira e mentira. A vida pública é tão importante quanto sua vida espiritual e cada uma tem o seu papel na sociedade. A Igreja precisa sair do seu conforto e entender que se quer mudanças precisa participar e se envolver de verdade.

Entenda, esse não é melhor momento para se omitir, ignorar ou tratar com leviandade um assunto tão sério. As eleições Municipais são as mais importantes do país, a escolha errada neste dia trará consequências ao longo dos próximos quatro anos, portanto, é dever de todos votar com responsabilidade. Vote com a razão e despreze aqueles que tentam comprar o seu voto e sua consciência.

Na verdade política não é mesmo coisa de crente, ela é “coisa” de todos que minimamente se sentem responsáveis por sua cidade e por sua geração. Portanto, ore a Deus, seja responsável, vote com sua consciência tranquila e com sabedoria.

Pastor Levy de Abreu Vargas

Pastor Levy de Abreu Vargas

NÓS CREMOS EM DEUS, ENTÃO QUE VENHA O NOVO!

Encerramos na sexta feira 16 de outubro a 5ª jornada de oração. Foi apenas a última jornada da primeira temporada. Estão previstas mais 19 temporadas até 2039 quando a Igreja estará celebrando seu primeiro centenário. Quem viver até lá (espero estar entre eles) terá a alegria de lembrar que participou da primeira jornada em 2020 e sobreviveu à pandemia que ceifou milhões de vidas no planeta.

Em 2039 a vida será um pouco diferente da que temos hoje. Certamente o Coronavírus já estará erradicado, mas surgirão outras enfermidades igualmente letais e ameaçadoras, a internet e as redes sociais que nos conectam hoje serão peças de exposição em algum museu de tecnologia e a nova ordem mundial já terá sido desmascarada como a mais perfeita obra de ficção da teoria da conspiração. Será um mundo estranho comparado ao de hoje, mas a civilização continuará a mesma. A Igreja também.

Realizar uma semana de oração a cada dois meses, será uma forma de nos adequarmos espiritualmente a essas mudanças que virão inexoravelmente. Se não nos adequarmos corremos o risco de ser a ultima geração de crentes, pois nossos filhos e netos não terão paciência nem tolerância para viver o estilo de vida que temos por muito tempo. Não é somente adequação, mas uma questão de sobrevivência.

Eu sempre repito que não há nada a temer, exceto o próprio medo. Medo das mudanças, das inovações, da insegurança, do desconhecido, de não ser capaz, de falhar e até medo de fracassar, mas lembre-se: Somos tão ou mais capazes quanto as gerações que nos antecederam e, se elas conseguiram, a nossa conseguirá também, mas para isso devemos nos preparar… E sem medo.

Para concluir a reflexão deste domingo eu quero lembrar essa frase: Nós cremos em Deus, então que venha o novo!

Pastor Levy de Abreu Vargas

Pr. Levy de Abreu Vargas

PRIMAVERA SEM FLORES

Tínhamos tantas expectativas para 2020, fizemos um planejamento tão rigoroso para os próximos anos, recomeçamos uma nova fase no ministério e a Igreja estava tão motivada, mas de repente o mundo muda as regras por causa de uma pandemia: Templos, Escolas, Aeroportos, Rodoviárias e espaços públicos fechados, Barreiras sanitárias, desemprego e milhares de pessoas sucumbindo ao vírus que rapidamente chegou a todos os continentes e como consequência natural um retrocesso sem precedentes na economia. O Instituto Bennett, tradicional escola da Igreja Metodista que funcionou por décadas no Flamengo anunciou o fim de suas atividades em 2020, com ela instituições sérias como o Colégio Santa Mônica e outras 300 escolas particulares vão encerrar suas atividades.

Em novembro de 2008 estive pregando em várias igrejas evangélicas em Toronto – Canadá. Era outono no hemisfério norte e a vegetação começava sua metamorfose, de verde para avermelhada e depois o amarelo palha que significava o início do inverno, era lindo ver aquele espetáculo sazonal, mais significativo ainda para um “turista” dos trópicos. O que me chamou ainda mais atenção foram os funcionários públicos dos parques e jardins: Eles lavravam a terra com máquinas, removiam ervas e literalmente arraçavam arbustos que antes tinham colorido a Cidade. Em minha ingenuidade brasileira perguntei ao pastor que me hospedava: “Por que fazem isso?” e a resposta foi um sorriso paciente: eles estão preparando a terra e plantando as flores da próxima estação. A semente vai hibernar no inverno, mas na primavera ela vai “explodir de vida em flores”.

Nossa primavera começou em 22 de setembro e pelo visto não teremos flores. O que nos espera neste fim de ano é o desemprego, a recessão, o fechamento de postos de trabalho, aumento da violência e o cinismo político que continuam fraudando o povo como se a justiça não existisse. Diferente do canadense, não temos a cultura de plantar no outono para colher na primavera, ficamos esperando que as coisas aconteçam, mas elas não vão acontecer se não arregaçarmos as mangas fizermos a nossa parte, portanto se queremos flores, façamos a nossa parte preparando a terra, plantando boas sementes e confiando que depois do inverno a vida vai florescer novamente.

É uma primavera sem flores… Mas ainda podemos salvar as próximas estações.

Pastor Levy de Abreu Vargas

Pastor Levy de Abreu Vargas

“A PANDEMIA ACABOU”

Esse será o nosso último domingo em regime de pandemia. Foram quase seis meses de exceção sem a presença física dos irmãos no Templo, embora todos os dias estivéssemos presentes através de vídeos e outros recursos que a modernidade nos proporcionou, mas sabemos por experiência que nada supre a presença física.

Estamos com saudades, estamos carentes, estamos sedentos da comunhão tão própria da Igreja. O risco ainda existe, ele nunca deixou ou deixará de existir, mas se tivermos os cuidados necessários poderemos ter o melhor da vida Cristã que é a liberdade, a alegria, a paz e a certeza de dias melhores no futuro. Cremos que o pior já passou e nós sobrevivemos, portanto vamos celebrar, cantar e servir a esse Deus que tudo pode e tudo faz pelos seus filhos.

Pela manhã teremos o lançamento da campanha de Missões Nacionais com a presença garantida do Pastor Fernando Brandão. Ele é um homem vibrante e tem o coração focado na evangelização do Brasil. Graças a ele, sua equipe e as ofertas da Igreja, os Batistas Brasileiros estão presentes em todo território Nacional, inclusive nas comunidades e nas aldeias indígenas. Será uma oportunidade rara de ouvir um homem que tem sido uma ferramenta poderosa nas mãos de Deus.

À noite, voltam as nossas reuniões presenciais nos cultos vespertinos. Para essa reabertura estamos convocando principalmente os jovens, aqueles que têm menos de 40 anos, solteiros ou casados para que saiam do isolamento e venham encher de alegria o templo prestando ao Senhor um culto vivo e agradável.

Claro que a pandemia não acabou, mas ela não será mais impedimento para adorarmos e servirmos ao Deus vivo que amamos e servimos há muitas gerações.

Pastor Levy de Abreu Vargas