Posts

Pr. Levy de Abreu Vargas

PRIMAVERA SEM FLORES

Tínhamos tantas expectativas para 2020, fizemos um planejamento tão rigoroso para os próximos anos, recomeçamos uma nova fase no ministério e a Igreja estava tão motivada, mas de repente o mundo muda as regras por causa de uma pandemia: Templos, Escolas, Aeroportos, Rodoviárias e espaços públicos fechados, Barreiras sanitárias, desemprego e milhares de pessoas sucumbindo ao vírus que rapidamente chegou a todos os continentes e como consequência natural um retrocesso sem precedentes na economia. O Instituto Bennett, tradicional escola da Igreja Metodista que funcionou por décadas no Flamengo anunciou o fim de suas atividades em 2020, com ela instituições sérias como o Colégio Santa Mônica e outras 300 escolas particulares vão encerrar suas atividades.

Em novembro de 2008 estive pregando em várias igrejas evangélicas em Toronto – Canadá. Era outono no hemisfério norte e a vegetação começava sua metamorfose, de verde para avermelhada e depois o amarelo palha que significava o início do inverno, era lindo ver aquele espetáculo sazonal, mais significativo ainda para um “turista” dos trópicos. O que me chamou ainda mais atenção foram os funcionários públicos dos parques e jardins: Eles lavravam a terra com máquinas, removiam ervas e literalmente arraçavam arbustos que antes tinham colorido a Cidade. Em minha ingenuidade brasileira perguntei ao pastor que me hospedava: “Por que fazem isso?” e a resposta foi um sorriso paciente: eles estão preparando a terra e plantando as flores da próxima estação. A semente vai hibernar no inverno, mas na primavera ela vai “explodir de vida em flores”.

Nossa primavera começou em 22 de setembro e pelo visto não teremos flores. O que nos espera neste fim de ano é o desemprego, a recessão, o fechamento de postos de trabalho, aumento da violência e o cinismo político que continuam fraudando o povo como se a justiça não existisse. Diferente do canadense, não temos a cultura de plantar no outono para colher na primavera, ficamos esperando que as coisas aconteçam, mas elas não vão acontecer se não arregaçarmos as mangas fizermos a nossa parte, portanto se queremos flores, façamos a nossa parte preparando a terra, plantando boas sementes e confiando que depois do inverno a vida vai florescer novamente.

É uma primavera sem flores… Mas ainda podemos salvar as próximas estações.

Pastor Levy de Abreu Vargas

Pastor Levy de Abreu Vargas

“A PANDEMIA ACABOU”

Esse será o nosso último domingo em regime de pandemia. Foram quase seis meses de exceção sem a presença física dos irmãos no Templo, embora todos os dias estivéssemos presentes através de vídeos e outros recursos que a modernidade nos proporcionou, mas sabemos por experiência que nada supre a presença física.

Estamos com saudades, estamos carentes, estamos sedentos da comunhão tão própria da Igreja. O risco ainda existe, ele nunca deixou ou deixará de existir, mas se tivermos os cuidados necessários poderemos ter o melhor da vida Cristã que é a liberdade, a alegria, a paz e a certeza de dias melhores no futuro. Cremos que o pior já passou e nós sobrevivemos, portanto vamos celebrar, cantar e servir a esse Deus que tudo pode e tudo faz pelos seus filhos.

Pela manhã teremos o lançamento da campanha de Missões Nacionais com a presença garantida do Pastor Fernando Brandão. Ele é um homem vibrante e tem o coração focado na evangelização do Brasil. Graças a ele, sua equipe e as ofertas da Igreja, os Batistas Brasileiros estão presentes em todo território Nacional, inclusive nas comunidades e nas aldeias indígenas. Será uma oportunidade rara de ouvir um homem que tem sido uma ferramenta poderosa nas mãos de Deus.

À noite, voltam as nossas reuniões presenciais nos cultos vespertinos. Para essa reabertura estamos convocando principalmente os jovens, aqueles que têm menos de 40 anos, solteiros ou casados para que saiam do isolamento e venham encher de alegria o templo prestando ao Senhor um culto vivo e agradável.

Claro que a pandemia não acabou, mas ela não será mais impedimento para adorarmos e servirmos ao Deus vivo que amamos e servimos há muitas gerações.

Pastor Levy de Abreu Vargas

Pr. Levy de Abreu Vargas

NOSSA GRANDE CERTEZA

Hoje será um domingo que vai ficar para a história. Pela primeira vez não teremos cantata, não teremos celebração, não teremos o culto da ressurreição e não teremos a ceia do Senhor no Templo. Estamos isolados, estamos em quarentena, estamos com o nosso direito de ir e vir, temporariamente suspenso por causa de uma pandemia que colocou de joelhos todas as Nações da terra, mas tenham a certeza que isso vem do Senhor.

No Egito, os Judeus sobreviveram a nada menos que dez pragas e a última foi a morte dos primogênitos. Eles não deviam temer, apenas obedecer. Moisés, através dos príncipes das famílias disse ao povo: “Haverá grande clamor em toda a terra do Egito, qual nunca houve, nem haverá jamais. Porém contra nenhum dos filhos de Israel, desde os homens até aos animais, nem ainda um cão rosnará, para que saibais que o Senhor fez distinção entre os egípcios e os israelitas”. Êxodo 11:6,7.

Nossa Igreja está sendo convocada a ficar em casa e a obedecer as autoridades sanitárias e ao Pastor. É ato de obediência, de submissão e respeito diante de um momento crítico que o mundo inteiro está vivendo. No Brasil a pandemia está só começando, portanto fique em casa, obedeça ao seu Pastor e obedeça às autoridades, pois elas também são constituídas por Deus para nos governar e para o nosso bem. Não dê ouvidos a quem pensa diferente, os números estão aí e não sabemos quando vai terminar. Fique em casa!

Em face do CORONAVIRUS tomamos uma decisão inédita: Faremos a celebração da páscoa em família e faremos com todos os que estiverem em sua casa. Você meu irmão e minha irmã, será o celebrante. Deixe claro para seus filhos, netos e todos os participantes que essa é uma exceção, um momento único que possivelmente nunca mais se repetirá, portanto desfrute dele com gratidão, pois foi na páscoa que houve a libertação e também na páscoa, a ressurreição.

Faremos a Live deste domingo às 10h e você deve sintonizar conosco para que celebremos juntos, embora separados, e o Senhor se alegrará conosco, assim como se alegrou com os Judeus no Egito. É tempo e alegria, mesmo em meio à tristeza. Jesus ressuscitou e esta é a nossa certeza.

Pastor Levy de Abreu Vargas