Posts

PIB Nilópolis

90 Anos de Vida – Testemunho

Saí de minha aldeia Nagosela, distrito de Santa Comba Dão, Viseu, Portugal em 1955 com apenas uma passagem de navio, viajei por 30 dias até chegar na cidade do Rio de Janeiro e fui morar na Praça onze onde trabalhei por três anos como ajudante em uma Confeitaria. À noite eu estudava no Liceu Literário Português e aos domingos vendia picolé da Kibon na praia de Copacabana. Quando tinha folga na Confeitaria eu vendia miudezas nos trens da Central até Japeri e fazia tudo isso com o objetivo de vencer como imigrante no Brasil.

Após três anos de trabalho consegui pagar o empréstimo que fiz para comprar minha passagem aos queridos Lusitanos que me ajudaram. Posteriormente fui convidado para viver em Nilópolis, pois havia primos que já estavam estabelecidos aqui, então recebi mais ajuda e comprei minha primeira carroça de leite (uma pipa, como se chamava naquele tempo) puxada por uma mula.

Em 1960 comprei a primeira padaria que se chamava Transmontana, em 1964 compramos a famosa padaria Elite na avenida Mirandela e em 1977 entrei no setor hoteleiro que mantive até 2008. Por tradição sempre fui Católico Apostólico Romano sem nenhum compromisso com Deus. Minha verdadeira experiência de fé aconteceu em 1977, graças a Deus hoje sou muito bem resolvido emocional e espiritualmente esbanjando vida, alegria em paz no alto dos meus 90 anos. Sirvo ao Senhor por mais de 10 anos na PIB em Nilópolis, onde pretendo ficar até quando Deus permitir.

Em Nilópolis eu comecei de fato uma linda história, pois conheci a Marinete, esposa amada que me acompanhou por 60 anos. Chegaram os filhos Nilce, José Luiz, Jorge e Maria Inês, depois vieram oito netos e cinco bisnetos.

Por tudo isso, agradeço a Deus pela sua maravilhosa graça que me concedeu vida, família, amigos e uma vida abençoada e frutífera. Deus seja louvado.

JOSÉ DIAS DA COSTA MARQUES

Primeira Igreja Batista em Nilópolis

EDUCAÇÃO CRISTÃ. A base de uma vida saudável.

A Educação, segundo as definições etimológicas das palavras Educare e Educere, originadas no latim, tem como propósito fazer o homem crescer (física, intelectual, emocional, espiritual, social, afetiva, ética etc.) em todos os aspectos da vida. Com o passar do tempo no entanto, novas ideias sobre educação surgiram e a foram desviando de seu objetivo original: dar crescimento e promover uma instrução saudável no indivíduo em sua forma integral. Nossas escolas públicas e privadas têm sofrido com todas as influências de um mundo cada vez mais desumano e longe dos propósitos de Deus. Como resultado da perda do rumo original, temos hoje, professores doentes, alunos doentes, escolas doentes, e como consequência, uma sociedade doente, porém se tivéssemos uma educação que abrangesse todo o ser do homem, viveríamos em um mundo um pouco melhor.

A educação cristã por outro lado, tem como proposta desenvolver processos de ensino e aprendizado de valores, cujas crenças e práticas estejam em acordo com os ensinamentos bíblicos. Ela pode ocorrer em diversos ambientes e nos mais diferentes cenários, especialmente nos tempos de internet onde o conhecimento não tem limite. O foco da educação cristã é levar a sociedade ao conhecimento da Bíblia Sagrada que é a palavra de Deus. Nela encontramos ensinamentos para todas as áreas das relações humanas. Nesse tempo, quando os valores essenciais (família, ética, moral, trabalho etc.) estão se perdendo e os bons costumes sendo desprezados, precisamos voltar à Bíblia onde encontraremos as diretrizes que nos tornarão melhores cidadãos, responsáveis e conscientes para servir à família, ao próximo e à nossa geração. Nela aprendemos a conviver com nossos semelhantes, a amar e perdoar na mesma intensidade.

A Educação secular (ensino público e privado) tem se esforçado, mas os resultados ainda estão longe do que é desejado. Por outro lado, a Educação cristã ministrada nas Igrejas tem transformado vidas, tem salvado casamentos do desastre do divórcio, tem curado enfermos e libertado pessoas de vícios e vidas degradantes, e pode fazer mais, muito mais, se nos apegarmos a ela e seguirmos em frente com o nosso propósito.

O novo ano letivo, dentro e fora da Igreja está só começando. Se desejamos de fato um crescimento pleno e saudável em todos os aspectos da nossa vida, deixemos que a educação cumpra o seu papel e façamos a nossa parte.

Pastor João Carlos Cruz de Lima

Pastor Levy de Abreu Vargas

A VIDA CRISTÃ NORMAL

Ao longo da semana que passou realizamos a quinta semana de oração e nela refletimos sobre o que devo perder para ganhar uma vida melhor. Os vídeos estão no canal da Igreja (pibnilópolis), vá lá e assista, se gostar compartilhe com as pessoas que você ama e assim estará Multiplicando a palavra de Deus e turbinando o nosso canal nas redes sociais.

Escolhemos falar sobre esse tema, pois há uma enxurrada de propostas contrárias a esses princípios e muitas delas dentro da própria Igreja. Na prática o que vemos é um enorme rebanho em busca dos próprios interesses e um bando de lobos apontando atalhos que se revelam verdadeira ciladas. Os lobos estão sempre atentos àqueles que querem se dar bem, e sempre têm êxito porque a cegueira é grande.

A Igreja não deve apenas apontar o caminho do céu, mas também ensinar seus fiéis a viver melhor na terra, a relacionar-se melhor com o seu semelhante e servir à sua geração com os dons que possui. Segundo o Dalai Lama, monge budista, a melhor religião é aquela que te aproxima de Deus, do infinito, é aquela que te faz uma pessoa melhor, mais compassiva, mas sensível, mais desapegado das coisas materiais, mais amoroso, mais humilde e mais responsável. O que importa é a conduta presente, o teu semelhante, tua família, teu trabalho, tua comunidade e teu mundo. Ele em nada contradiz dos ensinos deixados por Jesus no sermão do Monte, pois esses princípios são universais e atemporais.

Durante cinco dias, à luz da carta aos Filipenses, estudamos condutas práticas para uma vida mais light, mais simples, mas focada no próximo e mais livre dos excessos que sempre nos sobrecarregam e dificultam nossa caminhada. Foi uma semana extraordinária.

A próxima semana de oração será em março de 2022. Até lá relaxe e viva com naturalidade sua vida Cristã.

Pastor Levy de Abreu Vargas

Artigo PIBN

“NÃO SEJAIS PARTICIPANTES COM ELES”

Meus amados irmãos, nenhuma parte do Novo Testamento tem uma importância contemporânea maior do que a Epístola aos Efésios.
A sua importância como mensagem de Deus para a igreja moderna tem sido reconhecida tanto por eruditos protestantes como católicos romanos.
O apóstolo Paulo está se dirigindo aos seus leitores como filhos de Deus e seu povo escolhido. Ele está preocupado com a conduta da igreja. Preocupado com o comportamento daqueles que pertenciam às comunidades cristãs do mundo de sua época.

Acreditamos que se ele, Paulo estivesse vivendo conosco hoje; principalmente nesta época, nestes dias de tantas desumanidade, selvajaria, atrocidade, crueldade e programações indecorosas, indecentes, Ele estaria exortando intensamente o seu povo para que eles e nós não viéssemos perder os ideais éticos pelo fato de estarmos ouvindo e até mesmo apreciando, nos deleitando com os discursos artísticos que geralmente são promovidos pelos meios de comunicações, cuja proposta é nos atrair com os seus desfiles e alegorias ”deslumbrantes” que impressionam aqueles que não estejam firmes com Cristo”.
Meus amados; nós vivemos em um mundo ímpio. Onde as pressões de conformidade e solicitação para o mal são muito reais e precisam sofrer resistência. Daí a advertência do verso 6 “NINGÚEM VOS ENGANE” e a conclamação do verso 7 ressoa para os leitores de Paulo.” NÃO SEJAIS PARTICIPANTES COM ELES”.

Quando Paulo utiliza o verbo andar (andai), está dizendo que os cristãos devem mudar seu modo de pensar, sentir, agir e comportar-se, para que sejam condizentes com a posição que agora ocupam em Cristo (Rm 12:2). “E NÃO VOS CONFORMEIS A ESTE MUNDO, MAS TRANSFORMAI-VOS PELA RENOVAÇÃO DA VOSSA MENTE, PARA QUE EXPERIMENTEIS QUAL SEJA A BOA, AGRADÁVEL , E PERFEITA VONTADE DE DEUS”. 5:11 Não comuniqueis aqui implica não ter comunhão com as obras más de pessoas más, não participar da maldade delas. Condenai-as. Reprovamos as obras más quando as evitamos e fazemos com que os outros saibam como Deus se sente com relação a elas. 5:12,13- Em oculto: o versículo 12 proíbe veementemente os cristãos de cederem a preocupação moderna de examinar os ministérios sombrios de coisas malignas, como o ocultismo , o espiritismos, a astrologia e outras práticas satânicas (veja Dt. 18:9-22)
5:16- Remindo o tempo significa aproveitar bem o tempo e as oportunidades que Deus nos dá para servir-lhe. Cada um de nós tem um tempo limitado neste mundo, e Paulo exorta-nos a usar o máximo possível desse tempo, da melhor forma possível, para promover os objetivos de Cristo.

Eclesiastes 9:10 – “TUDO QUANTO TE VIER À MÃO PARA FAZER, FAZE-O CONFORME AS TUAS FORÇAS; PORQUE NO SEOL, NA SEPULTURA, PARA ONDE TU VAIS, NÃO HÁ OBRA, NEM PROJETO, NEM CONHECIMENTO, NEM SABEDORIA ALGUMA”. (A vida e o tempo são os dois maiores professores. A vida nos ensina a fazer bom uso do tempo enquanto o tempo nos ensina o valor da vida).

M.M. Pr. Edvaldo Sousa

Simpósio EDB 2019

IDENTIDADE CRISTÃ: EU TENHO?

Olá! Tudo bem? Quem é você? Quem sou eu?
De acordo com os relatos eu e você somos pessoas físicas, aquelas que são nascidas e não constituídas. Somos aproximadamente 8 bilhões de pessoas no mundo. E o que nos identifica é a nossa identidade.

Ao nascermos somos registrados, recebemos um nome e um pouquinho mais a frente adquirimos nosso Registro Geral ou simplesmente identidade, e nela vem impressa nossa foto e nossa digital. Essa digital é composta por um conjunto de características que nos difere uns dos outros, logo ela é única, o que faz de nós seres únicos e individuais.

É bem verdade que passamos a sermos reconhecidos por uma sociedade somente após a validação de nossa identidade, mas é bem verdade também que antes desta identidade física eu e você já éramos conhecidos, pois assim diz a Palavra em Jeremias 1.5: “Antes de formá-lo no ventre eu o escolhi; antes de você nascer, eu o separei”, ou seja, antes de chegarmos a este imenso mundo, Deus o Criador já havia nos gerado e identificado com um molde diferente, não existindo dois iguais. Linda e maravilhosa é a criação e a identificação de cada filho por seu “Aba, Pai”.

Mas como nós nos identificamos como filhos? Que identidade cristã é essa? Diz a Bíblia que somos a Imagem e Semelhança de Deus. Se há em mim este selo de qualidade, esta marca, devo possuir o caráter de Deus. E o que eu possuo: personalidade cristã ou comportamento? O comportamento é mutável e isso um profissional, a sociedade, a família pode nos ajudar a modificar, mas a personalidade é profunda e deve ser transformada por Deus para que os destinos de nossas vidas sejam alterados.

Aquele que tem a marca de Cristo, a identidade do Senhor, produz vida na vida, escolhe o homem, simplesmente o homem, sem olhar raça, forma física, situação financeira ou até mesmo seu partido político. Aquele que tem a marca de Cristo busca um pensar e agir que altere de forma positiva nossa visão de mundo.

Busquemos a identidade cristã! Busquemos a personalidade de Cristo!

Aline Salgado