Posts

Boletim PIB Nilópolis

O PODER DA MÚSICA

A música exerce influência na mente humana? Claro que sim: já é uma tese comprovada cientificamente que desde dos tempos mais remotos os sons possuem poderes positivos ou negativo.

O poder da música pode produzir influência de que maneira na vida das pessoas? A música pode ser bênção ou maldição na vida da Igreja e até mesmo de outrem. Do lado positivo a música produz alívio, cura, restaura, tranqüilidade, amor, saudades, alegria. Ela exerce poder terapêutico. Atualmente a medicina moderna a usa na recuperação de determinados enfermos e também em diversos ambientes, lojas, hipermercados e clínicas para acalmar as pessoas e estimular o consumo de produtos.

Do lado negativo: A música exerce no subconsciente, poder devastador. Há relatos de crimes bárbaros cometidos após audições e sessões de rok e outras músicas que estimulam o uso de drogas, agressividade, sexo, briga, raiva, mau-humor, doença, estresse, transformação de comportamento para pior, etc. Por isso, a música, pode ser usada para fins determinados, dependendo do alvo a ser atingido.

Nos tempos mais recentes, mais modernos, nós, os cristãos, estamos diante de uma guerra musical em nossas igrejas. Precisamos do discernimento vindo do alto no tocante à escolha da música adequada ao culto a Deus.

A Igreja de Cristo tem compromisso com a boa música, e devemos usá-la para dar aos salvos condições de crescimento sadio no seu relacionamento com Deus. Cremos no valor da música na edificação de uma Igreja alegre e forte. Assim os anjos cantam anunciando a chegada do Messias. No cárcere de Filipos a música foi instrumento usado pelo Espírito Santo para levar o carcereiro a Cristo. Após a instituição da Ceia, Jesus cantou um hino para adentrar o jardim da agonia. No passado o rei Jeosafá (IICr 20:22), venceu os inimigos de seu povo usando cânticos que glorificavam a Deus. Os anjos cantam quando um pecador crê em Cristo como Salvador e Senhor. E cremos que um dia juntos estaremos com o Senhor, onde o louvor será perfeito com aleluias, glórias e améns.

Convido você a cantar. Cantar com a alma, com a vida. Permitindo que os seus, que os nossos atos e ações do nosso viver diário expressem canções que glorifiquem a Deus. Portanto, cantemos com os nossos testemunhos diário, gerando oportunidades aos anjos a cantar a alegria perante o trono por vidas que creram em Jesus, como Salvador e Senhor, atraídas por suas e por nossas canções de gratidão.

Pr. Edvaldo Sousa

Boletim PIB Nilópolis

“A MÚSICA É FILHA DOS CÉUS”

Em uma das muitas citações de Martinho Lutero, aprendemos que: “A MÚSICA É FILHA DOS CÉUS E O HOMEM QUE VERDADEIRAMENTE A AMA NÃO PODE TER SENÃO BONS SENTIMENTOS”.

A música é filha dos céus. É algo que tem conotação eterna. A música de Deus é um agente poderoso do BEM. A sua eficiência nos aproxima da soberania divina e nos conduz à adoração verdadeira e inteligente. Não há como defini-la, é algo especial, que veio como presente, como dádiva dos céus, e nós como igreja do Senhor, precisamos entender melhor e nos conscientizar de que a música é uma arma espiritual em nossa luta cristã. Os seus benefícios são sempre favoráveis aos corações sensíveis. Sua força pode suscitar pensamentos, despertar simpatia e derrotar os inimigos do Senhor.

A música é na verdade, uma arma poderosa em nossas mãos e é bom lembrarmos-nos da história de Josafá, que está registrada no A.T no livro de II Crônicas 20: 14-23, quando a música foi usada como única arma para derrotar os inimigos do Senhor, que procuravam destruir o povo, o exército de Deus.

Nós, como povo eleito e músicos escolhidos por Deus para educar, instruir, incentivar e conscientizar as pessoas à verdadeira adoração, devemos lutar por esta causa tão sublime e juntos promover a harmonia, a ação e o bem. Através da música e de sua essência, nós podemos banir a tristeza e os maus pressentimentos, que destroem o ânimo e debilitam o esforço e a esperança do nosso povo.

Com amor e responsabilidade, devemos ministrar e cuidar desse presente tão significativo que Deus nos deu, para que assim, ele seja usado exclusivamente como instrumento de exaltação ao seu glorioso nome para todo o sempre, AMÉM.

M.M. Pr. Edvaldo Sousa