Posts

Acampamento Atitude Radical

SUA OPORTUNIDADE DE SER RADICAL

De 24 a 26 de novembro próximo, nossa Igreja enviará um grupo de irmão para participar da 83ª edição do encontro “ATITUDE RADICAL”, um evento promovido pela PIB de Eden, em São João de Meriti, que ocorre no sítio Solar das Águias em Tinguá. Milhares de pessoas, famílias e igrejas têm sido impactadas e desafiadas a tomar atitudes que agradam a Deus em suas vidas diárias. O propósito é fazer uma “imersão” dos participantes nos valores mais profundos da vida Cristã.

O encontro não tem fins lucrativos, não tem foco político ou partidário, não está prometendo riqueza ou prosperidade material, não tem caráter proselitista denominacional, mas tem um único objetivo que é fortalecer e despertar a Igreja de Cristo para fazer frente aos grandes desafios do nosso século, resgatando os princípios que nos sustentaram até esse início do século XXI. Secundariamente, ele tem também o propósito de despertar vocações e conscientizar cada pessoa de sua missão no Mundo.

Em nossa Igreja há membros que já participaram. Entre eles a família do diácono Luiz Antônio, do Pastor Pedro Fernando e dos irmão Fábio Bertolino e Clécio Neves. Não sei dizer se há outros, mas todos são unânimes em afirmar que o encontro além de ser abençoador, é muito desafiador. O número de participantes vai depender do número de vagas que serão destinadas à Igreja, pois procura é grande, mas com certeza levaremos o maior número que pudermos levar.

Na página 03 do nosso boletim daremos maiores informações sobre este encontro. Veja lá e não perca a oportunidade de ser mais um RADICAL por Jesus.

Pr. Levy de Abreu Vargas

Primeira Igreja Batista em Nilópolis

A NOVA GERAÇÃO MISSIONÁRIA

“Ensine a criança no caminho em que deve andar, e ainda
quando for velho não se desviará dele.” Provérbios 22.6

Em missiologia, há um conceito muito popular que é o da Janela 10/40, a região entre os paralelos 10 e 40, onde estão os países mais fechados ao Evangelho e menos alcançados também, o que inclui o norte da África, Oriente Médio e Ásia. Esse conceito foi popularizado pelo missiólogo Luís Bush, que também se empenhou em popularizar o conceito da Janela 4/14. Essa não é uma janela geográfica, mas etária. É baseada em pesquisas antigas que afirmam que 85% das decisões por Cristo acontecem na faixa dos quatro aos catorze anos.

Uma coisa é comum a todas as gerações: a juventude de cada época é sempre incompreendida, Tem sempre que lutar por seu espaço, por ser reconhecida como importante em sua geração, e como capaz de transformar o seu mundo, como os Radicais Brasil estão fazendo hoje, como tantos jovens em suas igrejas estão fazendo hoje, como líderes octogenários hoje, fizeram décadas atrás. Projetos como o Viver, com sua ênfase na intencionalidade e continuidade das ações, para alcançar crianças, adolescentes e jovens, mas também a seus pais, ou como o Viver Escola, são exemplos de como os batistas brasileiros, através de Missões Nacionais, estão empenhados em alcançar a nova geração.

E o resultado é mais que alcançar uma geração, pois 60% da nossa força missionária atual é formada por jovens Radicais ou em formação, de onde veio a maioria dos missionários efetivos, que estão mentoreando os radicais. Investir na nova geração é investir no presente e garantir o futuro da obra missionária.

Extraído da Revista da Campanha 2023 da JMN.

Pastoral da PIB Nilópolis

PLANO NACIONAL DE EVANGELIZAÇÃO

“Ora, o Deus da paciência e da consolação lhes conceda o mesmo
modo de pensar de uns para com os outros, segundo Cristo
Jesus, para que vocês, unânimes e a uma só voz, glorifiquem o
Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.” Romanos 15.5,6

O atual cenário brasileiro aponta para o fato de estarmos diante de uma grande oportunidade para criação de um novo movimento para a evangelização de nossa nação. Com mais de 150 anos dos primeiros esforços evangelísticos no Brasil e diante de tantas demandas e oportunidades inseridas no contexto pós-pandemia, torna-se urgente atender ao desafio para elaboração de um novo Plano Nacional de Evangelização (PNE).

Em 1965, os batistas brasileiros marcaram a história com a grande campanha “Jesus Cristo é a Única Esperança”. Passados 21 anos, em 1986, um segundo momento foi decisivo com a implantação dos NEBS (Núcleos de Estudos Bíblicos). Compreendemos que desenvolver um novo Plano Nacional de Evangelização de modo contextualizado é urgente e inadiável. E ao estudarmos a história das grandes ações de evangelização de nossa denominação, as principais marcas foram:

1 – A unidade do nosso povo em torno de um único objetivo;

2 – Preparação espiritual e capacitação para ações intencionais de evangelização;

3 – A busca das ovelhas que estão desgarradas do aprisco do Senhor.

Desde as nossas primeiras campanhas de evangelização e até mesmo a experiência muito bem-sucedida do primeiro Plano Nacional de Evangelização, nos mostram a grande oportunidade de unidade para o enfrentamento de grandes desafios desta geração, como programas para alcançar
pessoas desigrejadas, e para revitalização e crescimento de igrejas, por exemplo.

Este novo plano, elaborado pela Convenção Batista Brasileira e pelas Convenções Estaduais, tem como base um diagnóstico das principais fraquezas e oportunidades desse tempo, mas, na ponta, estão as igrejas e, mais ainda, seus membros.

Mencionar o PNE na Campanha de Missões Nacionais é continuar enfatizando a responsabilidade das igrejas, através de seus membros, de orar e agir para alcançar pessoas na própria comunidade da igreja, e contribuir para o alcance de pessoas em locais onde a igreja não pode ir. Alcançar pessoas, aqui e lá.

Extraído da Revista da Campanha 2023 da JMN.

Primeira Igreja Batista em Nilópolis

A SOLUÇÃO É JESUS

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3.16.

O tema da campanha deste ano foi usado no Plano Nacional de Evangelização (PNE), cuja primeira edição foi lançada em 1986. O pós-pandemia nos colocou diante de tantas demandas e oportunidades e, mais do que nunca, precisamos estar unidos para concretizar o grande sonho de alcançar a Pátria para Cristo. Por isso, além da Campanha de Mobilização, os batistas estão envolvidos na elaboração e execução de um novo PNE, um novo plano, para um novo tempo.

Igrejas perderam muitos de seus membros, há inúmeras pessoas afastadas da comunhão com os irmãos e até mesmo com o Senhor. Há também novas oportunidades em um mundo urbano, desafios de uma nova geração no mundo digital. Se continuássemos a listar, seriam dezenas de apontamentos, mas, diante de tudo isso, temos a gigantesca oportunidade de fazer a diferença em nossa geração, aproveitando todos os novos caminhos para apresentar a mais antiga verdade: Jesus Cristo é a solução!

Para a campanha, a divisa escolhida é o texto áureo, de João 3.16. Não devemos nos conformar em apenas ouvir a boa notícia anunciada tão lindamente em João 3.16. Afinal, como alguém poderia ouvir e crer nesta notícia e ainda permanecer em silêncio? Este é o tipo de notícia que deve ser divulgada ao mundo inteiro, anunciada no alto das montanhas, publicada em todo lugar.

Atualmente, são mais de 150 anos dos primeiros esforços de evangelização no Brasil e ao estudarmos a história das grandes ações de nossa denominação, as principais marcas foram: a unidade do nosso povo em torno de um único objetivo; a preparação espiritual e capacitação para ações intencionais de evangelização; a busca das ovelhas que estão desgarradas do aprisco do Senhor.

Nesta Campanha de Mobilização, pedimos que o Senhor Jesus nos dê a graça de unirmos nossos esforços nos anos pela frente, para podermos vivenciar o maior movimento de evangelização da nossa história. Precisamos proclamar a mensagem da salvação à nossa geração com, pelo menos, tanta paixão e urgência quanto a mensagem do amor e da misericórdia de Deus por nós. E vamos fazê-lo, pela graça e misericórdia de Deus.

Extraído da Revista da Campanha 2023 da JMN.

Fernando Brandão

PALAVRA DO DIRETOR

Missões pulsa no coração dos batistas brasileiros! Missões faz parte da nossa história e do nosso jeito de ser. Ser cristão é amar missões e trazer no sangue essa paixão pela proclamação do Evangelho e por testemunhar do amor e da graça de Deus para todas as pessoas. O que nos move é essa visão missionária, que vem da Palavra de Deus, que diz que todos precisam ser alcançados, não importa onde. Pode ser numa comunidade ribeirinha, numa Cracolândia, num presídio, numa cidade grande, numa cidade pequena. Pode ser no Nordeste, no Sul, no Centro-oeste, no Sudeste ou em qualquer lugar. Todos precisam ser alcançados, porque o Senhor Jesus amou todos e Ele morreu por todos. Isso é o que nos move e é por isso que fazemos campanhas missionárias. É por isso que não podemos recuar, não podemos parar!

Precisamos continuar orando, focados na visão missionária e na missão que recebemos do próprio Senhor Jesus: Vão e façam discípulos! Não podemos recuar até que o nosso Senhor Jesus Cristo volte. Por isso, a importância das campanhas missionárias todos os anos, a importância de todos orarem, ofertarem e participarem dessa mobilização. Assim, a obra do Senhor continua avançando e mais pessoas conhecerão o amor de Deus.

Missões não é um projeto da Junta de Missões Nacionais, não é um projeto de uma convenção ou de uma pessoa. Missões é a visão do Senhor Jesus pra sua igreja! Estamos em mais uma campanha e não tenho dúvidas de que essa campanha será uma bênção. Superaremos o alvo e avançaremos muito mais! Deus tem nos dado tantas oportunidades nesse tempo para compartilharmos o Evangelho e não podemos perder essas oportunidades de fazer a obra Dele. Sonhamos com mais uma carreta missionária pra abençoar outras regiões do Brasil, novas unidades de Cristolândia, novos missionários sendo enviados para os campos, mais jovens no Programa Radical… São tantos sonhos! Você não pode ficar de fora. Quando nós não sustentamos a obra missionária, nós estamos dizendo não para Deus, porque é o Senhor quem chama e envia. É um privilégio poder sustentar missionários que aceitaram o desafio de ir para o campo.

Agradeço com todo o meu coração o envolvimento das igrejas, dos líderes, dos pastores, dos promotores de missões, dos mobilizadores voluntários e de todos os nossos missionários. A Deus, a nossa gratidão por tudo que Ele tem feito até aqui. Vamos juntos avançar e proclamar ao Brasil que a solução é Jesus Cristo!

Fernando Brandão
Diretor Executivo de Missões Nacionais

Primeira Igreja Batista em Nilópolis

“UM LUGAR ESPECIAL”

Na última terça-feira 22 de agosto, fui com Leonor, Ester, seu esposo Thiago e nossa netinha Mariana ao culto de despedida de 40 anos de trabalho Missionário no Brasil do Pastor Jonathas Guy Key. Leonor não está no seu melhor momento para ficar saindo, mas fez um esforço para abraçar nosso amigo em seu último contato oficial no Brasil.

A Capela estava cheia de alunos, pastores, membros dos órgãos denominacionais e representações diversas. Houve naturalmente muitas falas, boa música e uma boa palavra vinda de um obreiro do interior do nordeste. Creio que esse foi o ponto alto do evento, pois entre tantos bons pregadores que há em nossa denominação ele honrou um colega que poucos conheciam aqui no Sudeste, e ele foi muito feliz em sua palavra.

Pastor Guy Key tem uma relação longa na história dos Batistas no Brasil. Seu Pai, o professor Jerry Stanley key foi professor por décadas no Seminário do Sul. O professor Key forjou várias gerações de pregadores que por sua vez fizeram discípulos repassando os princípios de uma pregação Bíblica. Sua mãe foi aluna e posteriormente professora no Curso de Música sacra também no seminário.

Um vídeo apresentado após as celebrações nos deram contas que a família de sua esposa Elena Cowsert, já prestam serviços em solo brasileiro por mais de 100 anos. Os avós dela, Jack Jimmerson Cowsert e Grace Bagby Cowsert foram nomeados pela Junta de Richmond (Hoje com o nome de Internationale Mission Board), em 15 de julho de 1920 e prestaram relevantes serviços ao Brasil, tendo inclusive sido um dos responsáveis pela criação do parque gráfico da antiga JUERP e pela implantação da Imprensa Bíblica Brasileira, a primeira a publicar a palavra de Deus em território nacional. Não era apenas a despedida de um missionário, mas uma oportunidade de reflexão e gratidão pelas vidas que se deram tanto, para que os batistas chegassem aonde chegaram.

Desde 1984 eu já subi e desci a colina do Seminário do Sul centenas de vezes. Na terça feira, quando voltava para casa eu estava grato por ter ido, visto e ouvido o que ouvi com minha família e pensei: “Aquela colina é um lugar especial”.

Na volta para casa “demos um bonde” ao Ministro Fabiano, que também enriqueceu o evento com sua voz. Ele mereceu.

Pastor Levy de Abreu Vargas

Primeira Igreja Batista em Nilópolis

CARTA ABERTA A IBCON.

Eu não poderia começar esse texto de forma diferente a não ser louvando a Deus pela sua existência, pelo tão grande e quão louvável serviço vocês prestam a cidade de vocês. O tema do aniversário de 15 anos da igreja “Servindo ao Senhor através do serviço ao próximo” foi perfeitamente escolhido, pois vocês exercem esse mandamento do Senhor com excelência.

Saímos da nossa igreja local, pensando e nos organizando quais formas poderíamos nos fazer úteis diante da igreja de vocês, mas já durante o caminho recebemos a notícia de que sua igreja estava em vigília de oração pela nossa viagem, mal sabíamos que era só o começo do quanto iríamos nos sentir amados por cada detalhe dos cuidados de vocês. Chegando em TO fomos recebidos com uma placa de “Sejam bem vindos” junto com um louvor de gratidão pela nossa chegada e o lindo sorriso de vocês, mais uma vez Deus mostrando o cuidado dele por nós através da vida de cada um.

Cada refeição, cada palavra, cada gesto, cada companhia, cada abraço, cada conselho fizeram grande diferença na nossa viagem e na nossa vida. Vocês exalam o amor de Deus a todo momento, servem ao próximo com o melhor que podem oferecer, foi através do amor de Deus que fomos transformados e curados, e foi isso que transbordamos para toda a cidade de Conceição de Tocantins. Fomos espelho do amor de vocês por nós e da gratidão a Deus, que enviou seu único filho para que fôssemos perdoados dos nossos pecados.

Pastor Junior, Lilian, Isaac, Jade e Davi parabéns pela família que formaram, vocês estão cercados de pessoas que amam a Deus e amam a vocês e isso é fruto do que estão plantando nessa cidade muitas vezes secas mas cheia de frutos a oferecer. Já estamos aqui cheios de saudade de cada um mas com a certeza de que Deus já está preparando nosso reencontro, amamos a cada um de vocês, são nossa família.

Nicolas Pinto de Santana é Bacharelando em Jornalismo.

Primeira Igreja Batista em Nilópolis

SIM, OBRIGADA DEUS!

Julho de 2011 – Julho de 2023. Doze anos separam estas épocas. Muitas coisas diferentes mas, para mim, uma igual: estou em Conceição do Tocantins/TO em uma caravana missionaria da Primeira Igreja Batista em Nilópolis (PIBN).

Da primeira vez o desafio era a Construção do Templo…bravos jovens, homens e mulheres muito mais aventureiros que missionários; pedreiros improvisados!! Muito sol, pouco sono, muita disposição e, a meta Atingida: Templo dedicado em 29/07/2011.

Na ocasião também escrevi o editorial do boletim da PIBN onde eu afirmava que ainda havia muito a fazer, muito para realizar e testemunhar nesta cidade e que eu gostaria de voltar.

Bem, eu não voltei na segunda, na terceira e outras tantas, mas voltei agora 12 anos depois.

No entanto, DEUS jamais saiu daqui e, por causa de muitos que disseram “SIM”, o evangelho foi pregado. Por causa do “SIM” de Sandra, Miro, pastor Levy e a Primeira Igreja Batista em Nilópolis que incomodados pelo Espírito Santo juntos aos crentes que já viviam na cidade e de outros que foram alcançados, o trabalho cresceu.

Tantos passaram dizendo “SIM, EIS-ME AQUI!!!” que a Igreja se organizou. Voltar e ver o Pastor Edivaldo Junior, Lilian, os filhos praticamente, Conceiçoenses é gratificante. Ver o Templo erguido em alvenaria, pronta e ampliada foi comovente. Ver o modo como a família missionária é recebida em todas as casas, como conhecem a região rural e ver os muitos frutos que produziram foi abençoador.

A Igreja está totalmente inserida na sua vocação missional através das atividades com crianças, jovens, resgate de dependentes químicos, ensino de Libras e o trabalho voluntário nas escolas, além da parceria na Extensão Universitária e Assistência Social…

Se nossa caravana pensava que ia doar alguma coisa à Cidade de Conceição do Tocantins, certamente estava equivocada, pois temos recebido muito mais do que trouxemos.

Mas isso só foi possível porque, mesmo com nossos defeitos, lutas e limitações, o Senhor ouviu o “SIM”. Ele tem projetos para os lugares e vidas… o nosso SIM é o único passo que Ele precisa para agir.

Obrigada, Deus!!!

Luciana da Costa Feitosa Almeida de Souza, Cronista Missionária

Primeira Igreja Batista em Nilópolis

A SEARA É GRANDE, MAS OS RECURSOS SÃO POUCOS.

Estou na Igreja Batista em Vila Pinheiro no município de Itatiaia, nesta manhã de domingo. Na última assembleia geral aqui, eles me elegeram pastor interino, para ajudar no processo de escolha de um novo pastor, pois o que estava aqui, infelizmente veio a óbito em Novembro passado.

É bem difícil o luto em uma perda repentina. Pastor Heraldo Bertrand era o que podemos chamar de um pastor completo: Excelente pregador, bom conselheiro, tocava alguns instrumentos e fazia regência coral e congregacional com muita naturalidade. Aqui na Associação das Agulhas Negras era amado e muito admirado.

Nosso primeiro contato foi há pelo menos seis anos, quando iniciávamos a missão em Engenheiro Passos. Na ocasião ele liderava um pequeno grupo que posteriormente organizou-se como igreja Batista. Tive o privilégio de ser seu examinador no Concilio ao ministério pastoral e fiz a oração de posse na noite de organização da igreja.

Em sua breve enfermidade (30 dias), tive a dor de visitá-lo no hospital, mas ele estava sedado e foi apenas um monólogo meu para ele. Saí com a sensação de que era nosso último contato físico, e foi. Mas o vínculo com sua família e sua igreja permaneceu de modo que não pude recusar o convite.

A PIB em Nilópolis é a minha família, minha casa e meu lar espiritual. Estou há tanto tempo com os irmãos, que uma situação como essa me constrange a dar satisfações que, sei, não seria necessária, mas me sinto no dever de explicar. A partir deste domingo e até que a Igreja de Vila Pinheiro tenha um novo Pastor, vou dar uma semana por mês ao trabalho deles e assistir também às duas congregações que temos na região. Eventualmente terei que contar com a ajuda de outros irmãos (cantores, evangelistas, pastores…) e quem mais puder ajudar, pois a seara é grande e os recursos são poucos.

Pastor Levy de Abreu Vargas

header-25set2022

CAMPANHA NAS IGREJAS – REGIÃO SUDESTE

Somos uma igreja de quase 100 membros na Primeira Igreja Batista em Ilhabela (SP) e com o coração voltado para missões. Decidimos então sonhar, estabelecendo pela fé um alvo muito além das nossas possibilidades, crendo que esta obra maravilhosa chamadas missões é a obra do Deus missionário.

Fizemos a lavagem de carros e trouxemos para dentro dos nossos muros pessoas de todos os lugares de Ilhabela. Chegamos a lavar 41 carros em um único dia e a cada pessoa que chegava até aqui a missão era falar sobre o objetivo de nossas ações, para que o Barco O Missionário continue levando saúde e missionário para as comunidades ribeirinhas no Amazonas, para que mais pessoas sejam tiradas das ruas …

E, em três meses de campanha, tivemos crescimento financeiro como Igreja, batismo e pessoas se rendendo ao senhorio de Cristo, para glória de Deus!

Rafael Nunes
Pastor da PIB em Ilhabela