Posts

Pastor Levy de Abreu Vargas

PEQUENOS GESTOS, GRANDES RESULTADOS

Os dicionários definem a palavra gratidão como a qualidade de quem é grato. Também é a expressão de reconhecimento por alguém que presta um favor ou benefício, mas também pode ser a manifestação de simpatia por coisas que alguém fez, ou está fazendo em benefício do bem comum.

Todos os dias recebemos muitos favores, mas estamos tão acostumados a eles que nem percebemos. Só para lembrar: O recolhimento do lixo, a correspondência que chega, o carinha da internet que resolve seu problema de conexão, o mototaxi que traz a comida, a “secretária” que arruma sua casa, passa suas roupas, em fim, há tantas pessoas fazendo tantas coisas para facilitar nossa vida que nem lembramos de agradecer, mesmo pagando.

Recentemente entre idas e vindas ao templo da Igreja, percebi que as equipes de saúde que trabalham no centro de triagem do Covid 19 (que funciona no ginásio da Igreja) vivem sob pressão constante, pois além da demanda dos pacientes, eles mesmo estão em risco permanente de contaminação. Nesse dia havia uma fila com mais de vinte pessoas aguardando do lado de fora o atendimento. Dentro, as alas estavam lotadas.

Fiquei pensando no que poderíamos fazer como gratidão pelo serviço que prestavam ao nosso povo e a resposta veio na mesma noite: Um lanche saudável, feito com afeto e asseio seria bem vindo em qualquer lugar do planeta, e muito mais quando a jornada de trabalho é longa (12 horas), o salário é pequeno e o comércio está fechado por causa da pandemia. Então, desde o dia 04 de maio temos levado em nome da Igreja um lanche para cada membro da equipe. Falei sobre isso nas Lives da Igreja e alguns irmãos têm me ajudado e contribuído com iguarias deliciosas. Irmã Luciana Guedes (entre vários outros irmãos), além de preparar e embalar os lanches colocou um “recadinho” agradecendo o trabalho deles. Confesso que tem sido prazeroso servir aqueles que servem. Essa é a nossa forma de mostrar gratidão.

Coincidência ou não, na quarta feira 13 de maio à tarde, eu recebi a ligação de uma pizzaria informando que tinham uma entrega para mim. “Mas eu não fiz nenhuma encomenda”, Respondi. –Sim, você não fez, mas nós temos visto o seu esforço em cuidar dos outros e queremos cuidar de você também. Quando o milagre acontece o melhor é receber a bênção sem fazer perguntas, então dei o endereço e mais tarde, no horário marcado, lá estava uma linda jovem com a pizza nos braços e um sorriso no rosto dizendo que era minha a encomenda, e foi muito bom… Isso é gratidão.

Seja grato e o mundo se tornará um lugar mais humano e mais confortável.

Pastor Levy de Abreu Vargas

Pastor Levy de Abreu Vargas

SEM ALMOÇO, MAS COM AFETO

Domingo sempre foi o dia do Senhor e da família. A família Cristã normal sempre ia ao templo pela manhã e, na volta para casa levava “coisas para dar aquele toque especial” no almoço, que normalmente reunia filhos, netos, amigos, convidados e agregados. Depois de uma mesa invariavelmente farta e alegre, a tarde era preenchida com conversas à sala, brigas entre as crianças e sestas para os mais velhos. Era assim, ou pelo menos, mais ou menos assim, mormente nos domingos de aniversários, Páscoa, dia das mães e outros. À noite voltavam ao Templo para “fechar” o dia do Senhor.

Com a nova ordem mundial chamada Covid 19 tudo mudou. A família não vai mais ao Templo (cultua pelo aparelho celular, tablete ou Smart TV). Não sai mais em grupos, pois é perigoso para a saúde de todos. Quem vai às compras normalmente leva uma lista enorme de coisas para fazer e para trazer, e não sair novamente ao longo da semana. A rua e os lugares públicos tornaram-se perigosos e mortais. A mesa não pode mais reunir tantas pessoas, nem ser preenchida por quem não mora na mesma casa. Apertos de mão, abraços e beijos estão temporariamente proibidos.

A nova ordem mundial discriminou idosos, obesos, hipertensos, diabéticos, asmáticos, alérgicos, transplantados e até saudáveis, pois o risco é igual para todos. Ela também nos obrigou a usar máscara, luvas, álcool gel, cloro e muita, muita água tanto para beber como para lavar compulsivamente tudo que pode ser lavado. Ela nos tirou empregos, trabalhos, investimentos, oportunidades, liberdades e até sonhos: Casamentos, aniversários, viagens, cursos e compras tiveram que ser adiados. Ela mudou tudo… E está matando muita gente.

A única coisa que a nova ordem mundial não pode tirar de você é a razão, é a racionalidade, é a capacidade de pensar e de agir corretamente. Ela pode nos tirar quase tudo, até a saúde, mas se agirmos com a razão tudo pode ser recuperado e a vida voltará aos seus eixos.

Hoje é o dia das mães e o coração está carente de encontro, mas haja com a razão por amor à ela, a você, à família e à Igreja. Ligue, converse, mande presentes, expresse todo seu amor, mas em nome deste mesmo amor fique longe, fique em casa, use a cabeça e deixe o coração em falta, logo a nova ordem será vencida e a vida voltará à normalidade. Lembre-se: O mal não dura para sempre.

Então, tenhamos um feliz dia das mães, sem almoço, sem abraços e sem beijos molhados, mas com muito, muito, muito afeto.

Pastor Levy de Abreu Vargas